Multilingual Folk Tale Database


Ananse eni Akekrehemaa

Era aranha e era tartauga A aranha e a tartaruga
Aitor Fuentes Parés unknown author
Occitan Portuguese
Un dia, era aranha Anansi coelhec quauques verdures fòrça grosses e sabroses deth sòn jardin. Um dia, Anansi, a aranha, colheu alguns legumes muito gordos e saborosos na sua horta.
Les codec damb plan de suènh e hègen plan bona flaira. Ele os cozinhou com muito cuidado e eles ficaram cheirando deliciosamente.
No podie demorar entà sèir e minjar. Ela não podia esperar para sentar e comê-los.
Just en aqueth moment quauquarrés truquèc ena pòrta. Nesse momento bateram à sua porta.
Ère era Tortuga, qu'auie viatjat tot eth dia e ère plan cansada e auie fòrça hame. Era Tartaruga, que tinha viajado o dia enteiro e estava muito cansado e faminto.
"Òla, Anansi," diguec era Tortuga. " "Olá, Anansi", disse Tartaruga. "
È caminat pendent tant de temps, e è sentut era flaira des verdures mès delicioses qu’aja aulorat jamès. Eu estou caminhando há tanto tempo, e senti o cheiro dos legumes mais deliciosos que eu já sentia.
Series tan amabla de partir eth tòn minjar damb jo"? Você seria tão amável de compartilhar a sua refeição comigo?"
Anansi non se i podie negar, perque en sòn país ère costum partir eth minjar damb es visitaires. Anansi não pode recusar, como era costume no seu país, dividir a sua comida com as visitantes na hora de comer.
Totun, non ère plan contenta, perque Anansi ère un shinhau cobdiciosa e volie totes es verdures delicioses entà era soleta. Mas ele não ficou muito feliz, pois Anansi era um pouco ganancioso e queria comer todos os legumes deliciosos sozinho.
Atau donques, Anansi se metec a pensar e se li acudic un plan. Então Anansi pensou e bolou um plano.
"Se vos platz, entre, Tortuga. "Por favor, Tartaruga, entre.
Serie un aunor auer-te coma convidat aguesta net. Eu ficarei honrado de tê-lo como meu convidado esta noite.
Sete aciu qu’ as ua cagira, e servís-te. " Sente-se, agafe uma cadeira e sirve-se."
Era Tortuga entrèc e seiguec, mès quan ère a punt de provar era verdura, Anansi cridèc: "Tortuga, non sabes que non se pòt sèir ena taula damb es mans lordes?" Tartaruga entrou e sentou-se, mas assim como ele estendeu a mão para um vegetal, Anansi gritou: "Tartaruga, não sabes melhor do que vir para à mesa com as mãos sujas?"
Era Tortuga se guardèc es mans e vedèc que les auie plan lordes. Tartaruga olhou para suas mãos e viu que eles estavam bem sujas.
Auie caminat tot eth dia e non auie agut era oportunitat de lauar-se es mans. Ele tinha estado a rastejar durante todo o dia e não tinha tido a oportunidade de limpá-las.
Alavetz era Tortuga se lheuèc e anèc entà eth arriu a lauar-se-les. Tartaruga se levantou e foi até ao rio para lavar os pés.
Hec eth camin entà era casa pòga poc, coma totes es tartaugues, e quan tornèc Anansi ja auie començat a minjar. Ele percorreu, lento como todas as tartarugas, todo o caminho de volta até a casa, e quando voltou, Anansi já tinha começado a comer.
"Non volie qu'era verdura se heiredés tanlèu qu'è començat", didec Anansi. " "Eu não quis estes legumes deliciosos ficassem fríos, então eu tive que começar", disse Anansi. "
Mès, se vos platz, sète Tortuga". Mas por favor, junte-se a mim agora, Tartaruga".
Era Tortuga se setièc de nau e se servic era verdura, mès de nau Anansi li didec: "Tortuga, non m'as escotat? Tartaruga sentou-se de novo e já se ia servir de verduras, mas mais uma vez Anansi gritou com ele.
Non ei de bona educacion sèir ena taula damb es mans lordes!” "Tartaruga, que você não ouviu o que eu te disse antes?
Guardèc entà a baish e vedèc qu'es sues mans tornauen a èster lordes, ja que les auie de bessonh entà tornar ta casa. Não é educado vir para a mesa com as mãos sujas!"
Tanlèu que caminèc entà er arriu un còp mès. Ele olhou para baixo e viu que suas mãos limpas tinham se sujado de novo, pois ele tinha caminhado sobre elas quando voltou para a casa.
E, aguest còp, quan tornèc auec era precaucion de caminar sus era èrba entà non enlordir-se es mans. Então, ele foi mais uma vez ao rio para se lavar.
Mès quan arribèc ara taula, Anansi ja s'auie acabat era verdura tan bona e non ne demoraue bric. E quando voltou esta vez, caminhou cuidadosamente pela grama para que suas mãos ficaram limpas.
Era Tortuga se demorèc en tot guardar Anansi e dempús didec: "Gràcies per partir eth tòn minjar damb jo. Mas antes que se sentasse à mesa, Anansi já tinha acabado de comero último pedaço dos deliciosos legumes, não sobrando uma migalha sequer.
Se bèth còp vies apròp de casa mia, se vos platz, permitisme tornar-te eth favor". Tartaruga olhou para Anansi por um momento e disse: "Obrigado por dividir a sua comida comigo.
Dempús caminèc lentament entà dehòra e seguic eth sòn camin. Quando você for algum día pelos lados da minha casa, por favor deixe-me retribuir a gentileza."
Passèren es dies e Anansi pensèc mès e mès en minjar qu'era Tortuga li auie aufrit. E então ele caminhou lentamente para fora e seguiu o seu caminho.
Eth sòn interès per sopar gratis no arturaue de créisher e, fin finau, no ac podèc suportar mès. Os dias se passaram e Anansi pensava mais e mais na refeição que Tartaruga tinha oferecido.
Se metèc en marcha entà anar ta casa dera Tortuga. Ele estava cada vez mais interessado ​​num jantar grátis e finalmente não aguentou mais.
Quan i arribèc, just ara ora deth sopar, era Tortuga prenie eth solei ath costat d'un arriu. Ele saiu um dia para encontrar a casa de Tartaruga.
Era Tortuga lheuèc es uelhs, lo vedèc, e didec: "Òla, Anansi, as vengut a partir un sopar damb jo?" Ele encontrou Tartaruga tomando sol na beira de um rio, justamente perto da hora do jantar.
"Oh, òc, e tant!" Tartaruga o viu e disse: "Olá, Anansi, você veio para jantar comigo?"
didec Anansi, qu'auie fòrça e fòrça hame. "Oh sim, sim!"
Era Tortuga se capbusèc dejós dera aigua entà anar a casa sua e arturèc era taula per sopar. disse Anansi, que estava cada minuto mais faminto.
De seguida tornèc a gésser ara superfície e li didec: "Era taula ja ei arturada e eth minjar ei en punt. Tartaruga foi debaixo mergulhou no rio para sua casa, para por a mesa do jantar.
Se vos platz, seguís-me, Anansi". Logo ele retornou paraà margem do rio e disse: "O seu lugar está posto e o jantar está pronta.
E alavetz se submergic dejós dera aigua e comencèc a minjar lentament. Por favor, Anansi, junta-se a mim," E então ele nadou por baixo d'água e começou a comer sua comida lentamente.
Anansi se lancèc ara aigua, mès no podec arribar enquiath hons der arriu. Anansi pulou na água, mas não conseguiu chegar ao fundo do rio.
Sagèc de nadar cap ath hons, mès ère tan leugèra qu'eth sòn còs pujaue de nau ena superfície. Ele tentou nadar para baixo, mas era tão leve que ficava boiando ​​na superfície.
Sagèc de bussejar e de nadar d'esquia. Ele tentou mergulhar e tentou nadar pelas costas.
Dempús, sautèc damb totes es sues fòrces, mès no i auie manèra d'arribar enquiath hons der arriu. Ele tentou uma corrida para mergulhar, mas não conseguiu de jeito nenhum alcançar o fundo do rio.
Mentretant, era Tortuga minjaue pòga poc. Enquanto isso, Tartaruga ia lentamente comendo a sua comida.
Anansi no ère dispausada a renonciar a minjar gratis, e se metèc a pensar a veir com s'ac podie hèr. Anansi não estava a fim de perder um jantar grátis, e foi pela margem dorio matutando o que fazer.
Fin finau, auec ua idèa. Finalmente, ele teve uma ideia.
Comencèc a préner pèires e ròques, e se les hiquèc enes pòches dera giqueta. Ele começou a pegar pedras e rochas e os enfiaram nos bolsos do paletó.
D'aguesta manèra, quan se hiquèc ena aigua s'enfonsèc enquiath hons e podec sèir en taula. Agora, quando ele pulou na água afundou até o fundo e foi capaz de tomar o seu lugar na mesa.
Era taula ère plia de minjar boníssim. A mesa era muito bonito e cheio de comidas deliciosas.
Anansi non se podie creir era quantitat de minjar qu'auie deuant e no podie demorar per començar. Anansi mal podia acreditar quanta saborosa comida estava diante dele e não podia esperar para começar a sua refeição.
Mès tanlèu hec eth prumèr mos, era Tortuga deishèc de minjar e didec: "En mèn país non portam giqueta ena taula. " Mas assim como ele chegou para o primeiro bocado, Tartaruga parou de comer e disse: "No meu país, não usamos os nossos casacos na mesa."
Anansi vedec qu'era Tortuga s'auie trèt era giqueta abantes de sèir. Anansi notou que Tartaruga havia retirado o seu próprio casaco antes de se sentar.
Anansi se comencèc a trèir era giqueta, e tan lèu com se la treiguec des espatles, gessec tirat cap ara superfície. Anansi começou a tirar o casaco, e logo que estava fora de seus ombros, ele voltou directamente até a superfície.
Metec eth cap laguens dera aigua e vedec com era Tortuga, aquiu baish, gaudie lentament d'aquera taulejada meravelhosa. Ele enfiou a cabeça na água e viu Tartaruga, aí abaixo, tranquilamente comendo a sua deliciosa comida.


Change: Change: